Tapas: versatilidade e sabor

desktop

Tapas em Barcelona

A comida espanhola provavelmente irá render diversos posts por aqui, mas para começar nada melhor que aquelas que se tornaram as coqueluches da culinária internacional nos últimos anos: as Tapas. Reunindo num só prato a idéia de lanche, entrada, aperitivo e refeição principal, as tapas são versáteis e vão desde uma pequena porção que aparece miraculosamente em sua mesa ao pedir uma bebida em num bar ou até mesmo um menu completo que fornece a base do cardápio para restaurantes da última moda na Espanha, como os pertencentes ao chef-celebridade Ferran Adrià.

Basicamente, as tapas consistem em pequenas fatias de pão cobertas com uma infinita variedade de delícias – anchovas, tortilla de batata espanhola, jamón, pimentões, azeitonas, e vários tipos de frutos do mar. O mais famoso destino no país para os amantes do acepipe é a cidade litorânea de San Sebástian, no país Basco, onde as tapas são chamadas de pintxos e servidas com o mais puro e penetrante vinho branco basco.

e7668e654dbadbd9669bbc9b5a384bb8

Mesa bem servida em bar de Tapas – San Sebástian

A origem histórica desta iguaria tão popular e simples é um tanto incerta, mas rende várias lendas e curiosidades: “Tapa” significa ‘tampa’ em espanhol, e começou a ser usada amplamente no século XX, depois que um drink que o Rei Afonso XIII desfrutava à beira mar em Cadiz foi prontamente salvo por um atento garçom, que ao primeiro sinal de uma ventania de areia vinda da praia, tascou uma fatia de jamón sobre a taça de Sherry do Rei. A ideia foi tanto do agrado de vossa majestade que, mesmo sem ventania, o pedido foi repetido e o nome ficou.

Outra lenda vai mais além, para o século XII, mas o rei também era Afonso – Afonso X, no caso – que teve receitado pelos seus médicos pequenos beliscos pra acompanhar suas bebericadas de vinho entre as refeições. Como todo désposta que se preze, fez valer a lógica “o que é bom para o Rei é bom para o povo” e logo o costume passou a ser lei em todos os bares da Castilha. Há ainda quem diga que a tradição vem do início da idade média, quando os donos de pensão, preocupados com cavalheiros bêbados ficando agressivos e atacando suas vilas, incluíam os aperitivos no topo das canecas de vinho ou cerveja para que ninguém bebesse de estômago vazio. De fato, isso faz uma baita diferença até hoje, pelo – dizem – comportamento mais civilizado dos boêmios espanhóis em comparação aos beberrões europeus de terras mais ao norte.

El Quinto Pino - Bar de Tapas tradicional em San Sebástian

El Quinto Pino – Bar de Tapas tradicional em San Sebástian

Em Madrid, um passeio altamente recomendável é o Tour de Tapas pelo agitado bairro de La Latina que, além de mostrar algumas das muitas escondidas jóias arquitetônicas e históricas do bairro, te leva a alguns dos mais bem frequentados bares de Tapas fora do circuito “turistão”, além de indicar os melhores vinhos para acompanhar cada mordida. Um tour essencial que, garante o blogueiro Keith Jenkins, te deixará com um sorrisão de orelha a orelha.

Anúncios

2 pensamentos sobre “Tapas: versatilidade e sabor

  1. Que conhecidencia!
    Estava ontem mesmo falando pro Junior como você iria gostar do trabalho do Ferran e Albert Adriá. Hahaha. Tua cara! Eles são demais, o livro do El Bulli é lindo demais.. Se encontrar, compre! Bjinhos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s